Oratória para Advogados: tudo o que você precisa saber para dominar a arte de falar em público

oratória para advogados
16 minutos para ler

De início, acabe com a crença de que ter uma boa oratória é uma questão de dom. Você pode desenvolvê-la, saber lidar com a timidez, as emoções e as crenças limitantes. Para isso, você pode adotar estes seguintes comportamentos:

  • Não focar nas suas falhas;
  • Praticar bastante suas habilidades de oratória;
  • Buscar técnicas de relaxamento; 
  • Comunicar-se de forma assertiva e persuasiva; 
  • Dominar o assunto que vai falar;
  • Conhecer sua audiência;
  • Agir com naturalidade e confiança;
  • Investir na sua imagem. 

Não há como pensar na Advocacia sem associá-la à prática da oratória. Afinal, arte de falar bem é o que acompanha o advogado no seu dia-a-dia. Saber se comunicar bem, negociar e ter autocontrole são características importantes para um advogado e que o levam a ter um bom desempenho e a ser reconhecido no trabalho. 

Vale destacar que a oratória não é um dom. Ela pode ser desenvolvida e treinada até o ponto do profissional se sentir confiante o suficiente para discursar em público. 

Apesar disso, infelizmente, as faculdades de Direito não se preocupam em ensinar seus estudantes a  desenvolverem a oratória para advogados. Portanto, acaba que os estudantes mais tímidos são obrigados a melhorar suas habilidades em oratória com cursos de extensão ou, até mesmo, praticando sozinhos em casa. 

Há também aqueles que são bastante inteligentes, mas que tem dificuldade de organizar e transmitir suas ideias e que acabam perdendo oportunidades de emprego por não ter essa habilidade bem desenvolvida. Se você se identifica com isso, não se culpe. 

Saiba que há diversas possibilidades de você trabalhar sua confiança e de conquistar uma boa oratória. Neste texto, você vai poder conferir algumas dicas de como fazer isso. 

Ser tímido é um problema?

Não é porque você é tímido que não tem a capacidade de falar bem. Isso é mais do que possível. Basta só ter um pouquinho mais de confiança em você e treinar bastante. 

Sei que isso pode causar medo e parecer bastante difícil no início. Aliás, o tímido não está  acostumado a se expressar de forma eloquente e aberta para qualquer um. Tende a ser uma pessoa mais reservada e, até mesmo, introvertida. 

Porém, infelizmente, a timidez pode ser um obstáculo no desenvolver da  oratória para advogados. Afinal, o advogado precisa conquistar clientes, ser influente e persuasivo. Para isso, ele precisa ter um discurso fluído, claro e firme de forma a transmitir confiança para quem o escuta. 

Se esse é um problema para você, está na hora de começar a trabalhar alguns aspectos. Porém, antes de tudo, vá com calma! Procure não se comparar às pessoas e nem se cobre para ter uma oratória perfeita em pouco tempo. Vá devagar que, aos poucos, você consegue. 

Primeiro de tudo, preste atenção no que você foca. 

Não caia na onda do sofrimento

Quanto mais você focar em suas falhas e defeitos, mais torturante será esse processo. Isso vai fazer com que você tema se expor e se sinta desconfortável toda a vez que precisar se expressar em público. 

Se você prosseguir com esse mindset, o que acontecerá é que você não estará presente na hora da sua fala. Ou você, vai estar relembrando de alguma situação do passado em que você não obteve sucesso em sua explanação, ou vai focar no medo e não ir bem no presente, deslocando seu foco para o futuro. 

Isso só vai fortalecer sua ansiedade e insegurança que podem ficar visíveis para quem o assiste, principalmente, se você não souber administrar suas emoções da forma correta. 

Além disso, após falhar, é capaz que você entre num ciclo vicioso de culpa e fique se colocando para baixo porque não atingiu o resultado desejado, o que o desmotivará ainda mais a persistir em melhorar suas habilidades de oratória. 

Uma boa dica de oratória para advogados, é buscar focar em suas qualidades para que elas se sobressaiam em relação às suas fragilidades. 

Outra forma de se sentir mais seguro é praticar.

Pratique Bastante

Se você é um advogado em início de carreira, provavelmente já deve ter ouvido que a prática leva à perfeição. Então, não há uma dica melhor de oratória para advogados do que essa. 

Portanto, busque treinar suas apresentações. Pense no que você vai falar antes de uma audiência, anote tudo e comece a criar o discurso na sua cabeça. 

Feito isso, comece a construí-lo e a falá-lo até que você se sinta seguro o suficiente para poder falar bem em uma audiência na prática. Fazer isso vai fazer com que você se sinta mais seguro para discursar na frente de várias pessoas. 

Talvez, propor a interação com outras pessoas pode ser interessante, isso se possível durante a sua exposição. Você vai se sentir mais relaxado e espontâneo durante a performance. 

Busque por Técnicas de Relaxamento

É capaz que a sua timidez surja porque você não saiba lidar muito bem com as suas emoções, ou porque você está ansioso demais pensando que pode falhar. Você poderia se beneficiar de técnicas como a meditação mindfulness para treinar o seu foco nos acontecimentos do presente. Ou seja, você vai ficar mais desperto para o agora sem que os acontecimentos do passado e do presente o afetem diretamente. Além de aprender técnicas de respiração eficientes para poder utilizar sempre que se sentir nervoso e ansioso. 

Se a meditação não o agradar, você pode procurar por outras técnicas como alongamento, ouvir músicas reconfortantes ou, até mesmo, visualização. 

Mas, no caso de você perceber que nenhuma dessas técnicas estejam sendo eficientes para melhorar suas habilidades, talvez uma dica importante sobre oratória para advogados, seja fazer uma consulta com um profissional qualificado. 

Procure ajuda profissional

Pode ser um psicólogo, um coach, um terapeuta holístico, um especialista em oratória ou qualquer outro tipo de profissional que você se identificar, desde que seja qualificado para ajudá-lo a lidar com o problema. 

Você vai perceber que ao dividir essa questão com outra pessoa, vai se sentir melhor e mais confiante para seguir na sua caminhada até conquistar a tão sonhada habilidade de oratória. 

Agora que você já sabe o que você precisa para trabalhar a timidez, confira outros elementos essenciais  para você falar bem em público. 

O que você precisa para ter uma boa oratória?  

Uma das principais dicas de oratória para advogados é que quem tem boas habilidades para falar em público tem maiores chances de se destacar no mercado. Afinal, esse é um profissional que está mais preparado para entrevistas de emprego, apresentação de projetos, audiências, liderar reuniões e negociar com clientes

Porém, é importante saber que a oratória para advogados vai muito além de saber falar em público e organizar suas ideias, ela está diretamente atrelada ao emocional da pessoa. É por isso que, antes de tudo ela precisa transmitir confiança. 

Também não podemos esquecer que a atividade do advogado envolve, prioritariamente, convencer e persuadir pessoas. Portanto, é preciso que esse profissional seja articulado e saiba como desenvolver e organizar suas ideias de maneira eficiente. 

Para isso, é importante ficar ligado em onze aspectos principais que afetam diretamente no poder da sua oratória. 

Assertividade

A oratória para advogados vai muito além de saber falar em público e organizar suas ideias, ela envolve a capacidade de indivíduo defender seus direitos e ponto de vista de maneira clara e positiva, sem ser agressivo ou aceitar passivamente o que não concorda. 

Quem se comporta de forma assertiva, busca a honestidade e respeita os sentimentos, pensamentos e crenças alheias, bem como, os seus. Além disso, lida melhor com os confrontos, sente menos estresse, é mais confiante e gera mais credibilidade.

Como o advogado está sempre lidando com conflitos, é importante que ele tenha essa característica bem desenvolvida, pois vai auxiliá-lo a separar o que é parte do discurso do outro e do que é parte do discurso dele. Assim, poderá se posicionar melhor, de forma clara, precisa e razoável em suas argumentações. 

Ser Persuasivo

A persuasão é considerada uma das características primárias do advogado, que tem como objetivo principal envolver e convencer o outro de uma determinada situação, ponto ou entendimento. Para isso, ele se utiliza, em seu dia-a-dia, de argumentos e evidências que corroborem e sustentem a defesa de seu entendimento. 

Em termos de oratória para advogados, essa é uma capacidade bastante relacionada à assertividade, mas com algo a mais, já que o advogado deve influenciar o outro a aceitar seu ponto ou a ter um tipo de comportamento. Porém, para que isso se concretize, ele precisa saber o que o outro quer ouvir e satisfazê-lo. 

Para isso, cabe trabalhar a empatia, ouvir as pessoas e conhecer aquele para quem se fala. Assim, você vai poder criar um canal de comunicação com o outro, se mostrará mais aberto aos outros, bem como, os outros sentirão mais confiança naquilo que você diz. 

Conhecer seu Público

Essa parte pode ser um pouco confusa para quem ainda está começando na oratória para advogados. Isso acontece porque o advogado tende a se expor mais em audiências e em situações em que ele, não necessariamente, conhece a outra parte do discurso, o que pode dificultar na hora de selecionar e encontrar os argumentos certos. 

Entretanto, você não pode deixar de levar em consideração de que a relação com os seus clientes também consiste numa ótima forma de se trabalhar o seu poder de persuasão e de convencimento. Aliás, é a oportunidade que você tem para se mergulhar nas questões daquele indivíduo e conhecendo suas necessidades e desejos. 

Uma das dicas para estabelecer esse bom canal de comunicação é conhecer a linguagem desse público e dominar o assunto a ser falado. 

Conhecer o Assunto

É nesse ponto que muita gente erra na hora de se comunicar e acaba se atrapalhando na hora de transmitir a mensagem. Não há como convencer alguém se você não tem conhecimento do assunto. 

Portanto, uma ótima dica de oratória para advogados é pesquisar e ler bastante sobre o tema antes de se expressar, pois, além de passar mais confiança, a probabilidade de você se esquecer de um assunto será menor, o que pode favorecer alguns improvisos. 

Entretanto, é importante que você não se convença que já domina o tema e não se dar o trabalho de revisá-lo. Afinal, um bom orador está melhorando sempre o seu conhecimento e técnicas. Assim, procure fazer um roteiro com os pontos mais relevantes a ser falados.

Organize o que tem a dizer

Além de envolver e transmitir confiança para a pessoa ou audiência a quem se fala, um ponto essencial é organizar seu discurso. É importante que você divida sua fala em início, meio e fim. Selecione os argumentos mais importantes para você não esquecer o que será dito. Isso vai auxiliá-lo a ter uma fala mais fluída e limpa também mais coerente.

Afinal, um dos grandes erros da oratória para advogados, é falar sem se planejar. Pois, é possível que você perca o foco no que vai falar, desvie a atenção da plateia e esqueça de tocar nos pontos principais. 

O segredo aqui é saber selecionar seus argumentos e os organizar por peso. Se você quiser, pode até mesmo criar um storytelling em torno de sua exposição para causar maior identificação com o público e envolvê-lo de forma mais eficaz. 

Interaja com as pessoas da plateia

Uma ótima forma de você envolver as pessoas, pode ser através da interação com elas. Essa é uma maneira poderosa de se conectar com sua audiência e adicionar uma proposta de valor ao seu discurso. Obviamente, que não vai dar para fazer isso no meio de uma audiência

Porém, uma boa dica de oratória para advogados, é interagir com os demais de forma sutil. Isso gera empatia e estimula as pessoas a ouvirem o que você tem a dizer. 

Boa Linguagem Corporal

Se você segue os demais itens listados, mas não tem uma boa linguagem corporal, pode ser que a sua mensagem não seja entregue da maneira que você deseja ou que cause o impacto pretendido. 

Por isso, é importante que você saiba como você se expressa com o corpo. Como é a sua postura? Você transmite confiança e imponência? Saiba que a linguagem corporal tem o poder de modular o seu comportamento, portanto, a forma em que você se coloca diante do público vai dizer muito sobre você e seu estado de espírito. 

Pode ser que você tenha tiques e comportamentos involuntários que transmitam nervosismo ou que você evite o olhar das outras pessoas e tenha uma postura mais distante. Tudo isso impacta na sua oratória e na forma em que os outros receberão sua mensagem.

Então, uma dica de oratória para advogados é você prestar atenção em como se comporta e buscar se colocar e se expressar de uma forma coerente com o seu discurso.

Aja com Naturalidade

Como você deve ter visto, a linguagem corporal o denuncia, evidenciando eventuais falhas e que você não se sente confortável naquele ambiente ou situação. Por isso, é importante que você seja o mais espontâneo e natural possível. 

Para isso, você tem que conseguir falar com as demais pessoas como se falasse com seus amigos. Pode parecer difícil, mas, dessa forma, a probabilidade de você transmitir insegurança é bem menor. 

Essa é uma das dicas essenciais para se ter em em mente sobre oratória para advogados

Transmita Confiança

Você já deve estar cansado de saber que para ter uma boa oratória é necessário ter confiança. Mas se você não se sente confiante o suficiente, saiba que essa pode ser mais do que uma questão de autoestima. Às vezes, pode acontecer de você não estar muito familiarizado com o assunto em questão, então treinar pode ser a solução.

Você vai perceber que está dominando o conteúdo e vai passar a se portar de uma forma positiva e ganhar credibilidade pela sua apresentação. Essa é uma dica primordial sobre oratória para advogados

Construa uma boa imagem

Por fim, mas não menos importante, você precisa construir uma boa imagem. Você deve estar se perguntando como fazer isso. Saiba que depende muito de todos os fatores descritos ao longo deste texto. Porém, é essencial que você destaque suas melhores qualidades. 

Assim, fica mais fácil das pessoas construírem uma boa imagem a seu respeito. Procure falar sobre temas que você conhece ou que são das suas especialidades para que também seja reconhecido como autoridade no assunto. 

Isso vai ser muito importante para sua carreira, já que sua imagem é sua marca pessoal e é o que vai delimitar se você vai ser reconhecido no mercado ou não. Então, muito cuidado nessa hora, busque dosar as palavras e ser simpático para criar a melhor imagem possível e evitar associações negativas a você e seu trabalho.

Essas foram nossas dicas de oratória para advogados. Espero que elas tenham ajudado você identificar os pontos que precisa dar mais atenção para você estar cada vez mais preparado e seguro na sua carreira.

Entretanto, se você ainda tem dúvidas quanto ao tema e gostaria de desenvolver sua oratória, já pensou em se inscrever em um curso?

Assim, fica mais fácil identificar em que pontos você está pecando e se sentir pronto e seguro para qualquer tipo de exposição.

Oratória para Advogados: porque a sua hora de mudar chegou

Você é daquelas pessoas que só de pensar em falar em público, já se treme todo ou que já perdeu boas oportunidades de emprego por não saber se expressar direito? Saiba que você está com os dias contados. 

Afinal, uma nova oportunidade acaba de chegar à sua porta. A oportunidade de se tornar confiante, eloquente e seguro ao se comunicar na sua profissão. Aliás, advogado, timidez e medo são três palavras difíceis de se associar, né? 

Portanto, para ajudá-lo a se comunicar melhor e a dominar suas emoções na hora de falar, preparamos um curso que vai transformar seu dia-a-dia de advogado. 

Com o nosso Curso de Prática para Advogados Iniciantes em Sustentação Oral e Oratória, você vai aprender técnicas, exercícios, estratégias, linguagens. ferramentas e treinamentos para você praticar suas habilidades de oratória até conseguir a confiança necessária para fazer audiências, palestras, reuniões e, até mesmo, aulas com segurança e animação. 

Dizem que advogado não pode ter medo de falar, né? Curso de Prática para Advogados Iniciantes em Sustentação Oral e Oratória

Acabe com essa insegurança de uma vez por todas, deixe a autossabotagem e enfrente seu medo de frente. Acredite! Você mais do que capaz, só precisa de uma forcinha para conquistar todo o seu potencial e virar um mestre da oratória! 

Essa é mais uma iniciativa do Brasil Jurídico, uma empresa com anos de experiência no mercado de ensino jurídico, com metodologia inovadora, plataforma de fácil navegabilidade e uma equipe de profissionais de relevância no segmento. 

Você também pode gostar